Segurança do Trabalho (NR35) – O que é? Qual a principal característica?

Segurança do Trabalho (NR35) – O que é? Qual a principal característica?

Para os trabalhadores que fazem as atividades em altura como, por exemplo, trabalhadores da construção civil, existe uma norma da Segurança do Trabalho para ajudá-los a se protegerem contra quedas, a NR 35.

A Norma Regulamentadora 35 (NR 35), visa os requisitos mínimos necessários para a proteção, organização e execução do trabalho em altura.

Esses requisitos, tem como base de altura, todo o trabalho feito acima de 2 metros do chão, tendo o risco de queda. Com isso, ela ampara esses trabalhadores caso aconteça algo e busca primeiramente, evitá-los.

Para isso, oferece treinamento e capacitação, como o curso NR35, além de equipamentos de proteção individual, acessórios, sistema de ancoragem. Oferece ainda equipe de emergência, desenvolvimento de planejamento para execução e organização das atividades.

Apesar disso, a NR 35 exige que o trabalhador cumpra alguns requisitos para que também sejam amparados como, ficar atento para evitar acidentes e usar os equipamentos da forma correta, por exemplo.

Conheça todas as características da NR 35 e conheça mais sobre esta norma.

Quais as principais características da NR 35?

Além da proteção e cuidados aos trabalhadores que exercem atividades acima de 2 metros do chão, ela exige que as empresas empregadores cumpram algumas responsabilidades, como:

• Assegurar a prevenção e proteção contra acidentes;
• Fazer uma Análise de Risco e emitir Permissão de Trabalho-PT;
• Criar para os trabalhadores que realizam atividades em alturas, procedimentos operacionais;
• Atualizar as informações aos trabalhadores contra os riscos de cada atividade e as medidas de controle;
• Fiscalizar se as regras da NR 35 estão sendo cumpridas;
• Permitir que os trabalhadores comecem o exercício da função somente após todas as medidas de proteção assegurada pela NR 35 serem adotadas;
• Deve haver um conjunto de procedimentos para autorização da realização do trabalho em altura;
• Ter os documentos em relação ao cumprimento da norma arquivados;
• Avaliar as condições de trabalho em altura, através de planejamento, estudos e medidas preventivas;
• Suspender os trabalhadores ao constatar situações de risco;
• Garantir a supervisão para os trabalhos realizados em altura.

Não somente as empresas devem ter responsabilidades mediante a NR 35. Os trabalhadores também precisam seguir alguns requisitos, como:

• Contribuir com o cumprimento de todas as regras propostas da norma;
• Cumprir os requisitos de segurança propostos pela empresa, seguindo as regras da NR 35;
• Zelar pela saúde e segurança de si mesmo e das pessoas que trabalham próximas;
• Ao perceber algum risco à própria saúde ou das pessoas que trabalham ao redor, interromper as atividades imediatamente e comunicar aos responsáveis pelo setor.

O que a Análise de risco deve considerar?

O primeiro ponto importante a ser considerado pela Análise de risco, é o local onde os serviços serão executados. Após isso, é importante isolar a área de trabalho e colocar sinalizações em volta.

Além disso, deve estabelecer sistemas e pontos de ancoragem. Considerar os fatores do tempo que podem ser um risco em atividades na altura, como chuvas, ventos fortes, sol excessivo, por exemplo.

Todo o risco deve ser considerado, inclusive deixar materiais de trabalho caírem. Sendo assim, é necessário técnicas de amarração e utilização de redes.

Em casos de trabalhos com máquinas e equipamentos, é necessário considerar os riscos mecânicos, elétricos, de corte e solda. Além de riscos relacionados a líquidos, gases, vapores, fumos metálicos e fumaça.

Outro ponto importante que deve ser considerado pela Análise de Risco, é o risco de soterramento.

Qual é a importância da NR 35 para o trabalho em altura?

Muitos fatores devem ser considerados se tratando de trabalho em altura. Com isso, garantir a segurança e apoio aos trabalhadores que exercem essas funções é de extrema importância.

A Norma Regulamentadora 35 (NR 35), combate esse tipo de acidente, reduzindo o risco de mortes por queda em construções civis.

Essa norma é importante tanto para a segurança do trabalhador, quanto para o empregador que, ao cumprir todas as regras de segurança propostas na NR 35, se resguarda de processos jurídicos que possa o incriminar.

O necessário é que todos da empresa estejam em conjunto, cumprindo corretamente os requisitos e garantindo a segurança de funcionários e empregadores.

Descumprir as normas atribuídas, é um erro muito grave que traz consequências que, muitas vezes podem ser irreparáveis. Mesmo que não haja nenhum dano grave à saúde de algum funcionário, pode haver na melhor das hipótese, multas através do Ministério do Trabalho e penalidades que podem chegar a valores bem altos.

E no pior dos casos, ao descumprir as normas, podem haver acidentes graves e até morte.

Já no cenário contrário, quando a empresa, juntamente com a equipe, cumpre todas as regras e normas propostas pela NR 35, garante segurança e bem-estar a todos. Para isso, é necessário planejamento e organização.

Como facilitar o processo de cumprimento da NR 35?

Existem hoje em dia, ferramentas virtuais capazes de contribuir com este processo de organização da empresa para melhor o cumprimento das normas.

Essas ferramentas são chamadas de software de gestão, que ajudam na manutenção da obra. Isso garante melhoras como recurso de dados e integralidade.

Com isso, as principais vantagens desses recursos são: padronização e integração de processos, agilidade nos negócios, redução do tempo das operações e da redundância.

Além disso, obtém informação em tempo real, é eficaz no controle de gestão e possui base única de dados, adaptando as mudanças de processos.

Por outro lado, alguns fatores também devem ser considerados como: o auto custo para implementar, a necessidade de tempo para treinamento e uma certa dependência daquela única ferramenta.

Exige também um esforço para que a ferramenta seja customizada de acordo com as normas.

Para que as normas propostas pela NR 35 sejam cumpridas e garanta um melhor fluxo de trabalho para todos, é importante que cada empresa esteja ciente dos riscos, vantagens e desvantagens de adaptar uma ferramenta e ainda principalmente, colabore com todos os processos envolvidos do início ao fim.

Garantir a segurança no trabalho não só é uma forma de atenção e respeito ao próximo, como também uma garantia de diminuir perdas e danos ao próprio negócio.