Recent Posts

Curso NR10 – A importância do aterramento para garantir a saúde

Curso NR10 – A importância do aterramento para garantir a saúde

Curso NR10 – Aterramento Elétrico o que é? Aterramento é a ligação de um dispositivo que usa a eletricidade com a terra. Afirmamos então que quando um equipamento está aterrado estamos afirmando que este equipamento está conectado a terra. O aterramento é amplamente discutido no 

Opções para largar o vício de fumar

Opções para largar o vício de fumar

Todos os anos, milhares de indivíduos garantem largar o vício do tabagismo. Todavia, se eles buscaram tentar e fraquejaram com os métodos tradicionais de pôr fim ao vício do fumo – seja com o uso de gomas de nicotina, aconselhamento ou alteração dos hábitos – 

Elimine a halitose

Elimine a halitose

Quem nunca sentiu aquele temor, ao falar com alguma pessoa, de estar com um mau hálito ? O hálito ruim, intitulado oficialmente de halitose, pode resultar de maus hábitos de saúde bucal e pode ser indício de outras doenças. O mau hálito inclusive é capaz de piorar de acordo com os tipos de alimentos que você consome e outros comportamentos de vida nada adequados.

Fique atento ao que você consome

Resultado de imagem para onionBasicamente, todos os alimentos consumidos começam a ser “triturados” em sua cavidade bucal. Se você se alimentar de comidas com odores intensos (como alho ou cebolas), e depois escovar e utilizar fio dental, ou inclusive enxaguar a cavidade bucal, vai simplesmente encobrir o cheiro por pouco tempo, ele não vai desaparecer inteiramente.
Se você não escova os dentes cotidianamente, partículas de alimentos são capazes de continuar na sua boca, propiciando o acréscimo bacteriano entre dentes, em volta das gengivas e na língua. Isto provoca o hálito ruim. Os enxaguantes bucais antibacterianos podem auxiliar a reduzir os micróbios, entretanto não resolvem o inconveniente. Ainda por cima, quem usa próteses tem que mantê-las higienizadas a fim de não gerar um local apropriado às bactérias que originam o mau odor.

Tabaco é um perigo

Fumar ou morder produtos com base em fumo também pode causar hálito ruim, manchar seus dentes, minimizar a sua capacidade de sentir o sabor dos alimentos, assim como inflamar suas gengivas.
O mau hálito duradouro ou o mau gosto na cavidade bucal pode ser um indício enfermidade das gengivas ou periodontal. Esta doença é motivada pelo acúmulo de placa nos dentes. Como as bactérias ocasionam uma formação de toxinas que inflamam as gengivas. Se não tratada, esta doença chega até o maxilar.
Outros fatores do hálito ruim são os aparelhos de dente mal enxaixados, contaminações orais por bactérias e cáries dentárias.

Cavidade bucal seca também é problema

A situação médica de boca ressecada inclusive tem grande chance de causar mau hálito. A baba é precisa para a cavidade bucal paralisar a placa bacteriana e limpar células mortas que se acumulam na língua, gengiva e bochechas. Estas células decompõem-se e podem gerar péssimo hálito. Uma boca ressecada pode ser efeito colateral de muitos medicamentos, distúrbios das glândulas salivares e respiração progressiva através da boca.
Inúmeras outras enfermidades podem causar o hálito ruim. Infecções respiratórias, como pneumonia ou bronquite, contaminações crônicas, diabetes, refluxo crônico e enfermidades no fígado ou nos rins.

O que é possível fazer para prevenir o mau hálito?

O mau hálito pode ser diminuído ou então acabado, para isso, efetue uma ótima limpeza bucal. Escove os dentes ao menos duas vezes por dia. Utilize creme dental com flúor para retirar vestígios de alimentos e placa bacteriana. Lembre-se de escovar a língua também. Substitua sua escova de dentes a cada dois ou três meses. Use fio dental ou um limpador interdental uma vez por dia para tirar partículas de refeições acumuladas e placas. Enxágue a cavidade bucal com enxaguante antibacteriano duas vezes diariamente. Quem usa dentaduras tem que retirá-las à noite e limpá-las meticulosamente antes de botá-las na cavidade bucal no outro dia.

Visite seu dentista regularmente

saude-dental-mau-halito O aconselhável é ir ao dentista pelo menos duas vezes anualmente. Ele irá realizar um check-up oral e limpeza profissional dos dentes e será capaz de constatar e tratar enfermidades periodontais, boca seca ou outros problemas que possam ser motivo de mau hálito.

Como é feita a internação involuntária de dependentes?

Como é feita a internação involuntária de dependentes?

O internamento involuntário de dependentes pode salvar as vítimas das drogas de seus vícios. Qual o serviço de ambulância oferece uma internação involuntária de dependentes químicos? Serviço em Curitiba A Brasil Emergências Médicas é uma empresa na qual atua no Paraná especificamente na cidade de 

Condições impeditivas para o trabalho em altura

Condições impeditivas para o trabalho em altura

  Condições impeditivas para o trabalho em altura é toda circunstancia (prevista na NR-35) que impede o exercício da função, e que coloca em risco a integridade do trabalhador. Uma boa Análise de Risco pode identificar condições impeditivas. Da mesma forma, a NR35 determina condições 

Segurança do Trabalho (NR35) – O que é? Qual a principal característica?

Segurança do Trabalho (NR35) – O que é? Qual a principal característica?

Para os trabalhadores que fazem as atividades em altura como, por exemplo, trabalhadores da construção civil, existe uma norma da Segurança do Trabalho para ajudá-los a se protegerem contra quedas, a NR 35.

A Norma Regulamentadora 35 (NR 35), visa os requisitos mínimos necessários para a proteção, organização e execução do trabalho em altura.

Esses requisitos, tem como base de altura, todo o trabalho feito acima de 2 metros do chão, tendo o risco de queda. Com isso, ela ampara esses trabalhadores caso aconteça algo e busca primeiramente, evitá-los.

Para isso, oferece treinamento e capacitação, como o curso NR35, além de equipamentos de proteção individual, acessórios, sistema de ancoragem. Oferece ainda equipe de emergência, desenvolvimento de planejamento para execução e organização das atividades.

Apesar disso, a NR 35 exige que o trabalhador cumpra alguns requisitos para que também sejam amparados como, ficar atento para evitar acidentes e usar os equipamentos da forma correta, por exemplo.

Conheça todas as características da NR 35 e conheça mais sobre esta norma.

Quais as principais características da NR 35?

Além da proteção e cuidados aos trabalhadores que exercem atividades acima de 2 metros do chão, ela exige que as empresas empregadores cumpram algumas responsabilidades, como:

• Assegurar a prevenção e proteção contra acidentes;
• Fazer uma Análise de Risco e emitir Permissão de Trabalho-PT;
• Criar para os trabalhadores que realizam atividades em alturas, procedimentos operacionais;
• Atualizar as informações aos trabalhadores contra os riscos de cada atividade e as medidas de controle;
• Fiscalizar se as regras da NR 35 estão sendo cumpridas;
• Permitir que os trabalhadores comecem o exercício da função somente após todas as medidas de proteção assegurada pela NR 35 serem adotadas;
• Deve haver um conjunto de procedimentos para autorização da realização do trabalho em altura;
• Ter os documentos em relação ao cumprimento da norma arquivados;
• Avaliar as condições de trabalho em altura, através de planejamento, estudos e medidas preventivas;
• Suspender os trabalhadores ao constatar situações de risco;
• Garantir a supervisão para os trabalhos realizados em altura.

Não somente as empresas devem ter responsabilidades mediante a NR 35. Os trabalhadores também precisam seguir alguns requisitos, como:

• Contribuir com o cumprimento de todas as regras propostas da norma;
• Cumprir os requisitos de segurança propostos pela empresa, seguindo as regras da NR 35;
• Zelar pela saúde e segurança de si mesmo e das pessoas que trabalham próximas;
• Ao perceber algum risco à própria saúde ou das pessoas que trabalham ao redor, interromper as atividades imediatamente e comunicar aos responsáveis pelo setor.

O que a Análise de risco deve considerar?

O primeiro ponto importante a ser considerado pela Análise de risco, é o local onde os serviços serão executados. Após isso, é importante isolar a área de trabalho e colocar sinalizações em volta.

Além disso, deve estabelecer sistemas e pontos de ancoragem. Considerar os fatores do tempo que podem ser um risco em atividades na altura, como chuvas, ventos fortes, sol excessivo, por exemplo.

Todo o risco deve ser considerado, inclusive deixar materiais de trabalho caírem. Sendo assim, é necessário técnicas de amarração e utilização de redes.

Em casos de trabalhos com máquinas e equipamentos, é necessário considerar os riscos mecânicos, elétricos, de corte e solda. Além de riscos relacionados a líquidos, gases, vapores, fumos metálicos e fumaça.

Outro ponto importante que deve ser considerado pela Análise de Risco, é o risco de soterramento.

Qual é a importância da NR 35 para o trabalho em altura?

Muitos fatores devem ser considerados se tratando de trabalho em altura. Com isso, garantir a segurança e apoio aos trabalhadores que exercem essas funções é de extrema importância.

A Norma Regulamentadora 35 (NR 35), combate esse tipo de acidente, reduzindo o risco de mortes por queda em construções civis.

Essa norma é importante tanto para a segurança do trabalhador, quanto para o empregador que, ao cumprir todas as regras de segurança propostas na NR 35, se resguarda de processos jurídicos que possa o incriminar.

O necessário é que todos da empresa estejam em conjunto, cumprindo corretamente os requisitos e garantindo a segurança de funcionários e empregadores.

Descumprir as normas atribuídas, é um erro muito grave que traz consequências que, muitas vezes podem ser irreparáveis. Mesmo que não haja nenhum dano grave à saúde de algum funcionário, pode haver na melhor das hipótese, multas através do Ministério do Trabalho e penalidades que podem chegar a valores bem altos.

E no pior dos casos, ao descumprir as normas, podem haver acidentes graves e até morte.

Já no cenário contrário, quando a empresa, juntamente com a equipe, cumpre todas as regras e normas propostas pela NR 35, garante segurança e bem-estar a todos. Para isso, é necessário planejamento e organização.

Como facilitar o processo de cumprimento da NR 35?

Existem hoje em dia, ferramentas virtuais capazes de contribuir com este processo de organização da empresa para melhor o cumprimento das normas.

Essas ferramentas são chamadas de software de gestão, que ajudam na manutenção da obra. Isso garante melhoras como recurso de dados e integralidade.

Com isso, as principais vantagens desses recursos são: padronização e integração de processos, agilidade nos negócios, redução do tempo das operações e da redundância.

Além disso, obtém informação em tempo real, é eficaz no controle de gestão e possui base única de dados, adaptando as mudanças de processos.

Por outro lado, alguns fatores também devem ser considerados como: o auto custo para implementar, a necessidade de tempo para treinamento e uma certa dependência daquela única ferramenta.

Exige também um esforço para que a ferramenta seja customizada de acordo com as normas.

Para que as normas propostas pela NR 35 sejam cumpridas e garanta um melhor fluxo de trabalho para todos, é importante que cada empresa esteja ciente dos riscos, vantagens e desvantagens de adaptar uma ferramenta e ainda principalmente, colabore com todos os processos envolvidos do início ao fim.

Garantir a segurança no trabalho não só é uma forma de atenção e respeito ao próximo, como também uma garantia de diminuir perdas e danos ao próprio negócio.

Dicas para eletricistas – Ideias para melhorar sua qualidade de trabalho

Dicas para eletricistas – Ideias para melhorar sua qualidade de trabalho

Não é de hoje que a maioria dos profissionais do mercado se encontram com pequenas dificuldades. Praticamente qualquer profissão que você for encontrar por aí irá apresentar uma certa dose de desafios. Algumas dicas para eletricistas realmente podem ser a saída mais inteligente para que 

Como conseguir mais clientes como eletricista

Como conseguir mais clientes como eletricista

Não é de hoje que a busca por uma fatia maior do mercado tem estado em pauta. Realmente o que não falta hoje em dia são questões de como se manter saudável no mercado. Principalmente quando se atua diretamente em um ramo que seja em 

Qual é a função de um eletricista? Confira Aqui

Qual é a função de um eletricista? Confira Aqui

Qual a função de um eletricista? Praticamente todo mundo já ouviu falar de algum profissional da elétrica. Pode ser um parente que trabalha no ramo, ou mesmo alguém que de vez em quando aparece para resolver os problemas da casa.

Mas também é bastante comum encontrar pessoas que tenham a capacidade de realizar muitas coisas que você não tem nem ideia. E provavelmente estes profissionais que você já conhece atuam em outros pontos semelhantes.

Hoje gostaria de proporcionar um tour para você conhecer tudo o que um eletricista faz em seu dia a dia. Vamos conferir?

Qual é a função de um eletricista? Confira Aqui

Primeiramente é importante dizer que toda área da tecnologia, mesmo aquela tecnologia que já está estabelecida há séculos, costuma sofrer mudanças constantes. Então é importante estar atento a fatores relevantes.

Então esta lista seria um resumo de tudo o que temos como mais comum para um eletricista fazer até o dia de hoje. Podem haver vários casos diferentes no dia a dia. Principalmente por conta das alterações que estão acontecendo no mercado.

Para se ter uma ideia, existem projetos de trabalhos que buscam entregar eletricidade através de meios sem fios. Ainda é uma realidade distante, mas os eletricistas do futuro terão que aprender a trabalhar com isso.

Então minha recomendação é que você utilize este material somente para ter uma ideia básica do assunto.

1 – Instalações elétricas

Talvez você não saiba, mas a maioria dos trabalhos dos eletricistas profissionais na verdade gira em torno das instalações elétricas. Imagine só, toda casa que está sendo construída precisa receber uma distribuição de eletricidade, fiação, quadro, tomadas, bocais, interruptores…

São várias as opções que podemos listar. E sem dúvida nenhuma a maioria delas está voltada ao ambiente residencial. É comum que a maioria dos eletricistas realmente consiga utilizar suas habilidades em casas, pois há um número maior delas sendo construídas através do tempo.

Entretanto não podemos negar que existe um grande mercado envolvendo as indústrias. As indústrias precisam de instalações elétricas ainda mais robustas e seguras. O que infelizmente torna o trabalho mais complexo.

Mas o especialista que trabalha na área, e foi devidamente instruído através de cursos especializado, principalmente o NR10, consegue um mercado de trabalho com ótima remuneração.

Os eletricistas industriais acabam sendo os mais bem pagos da categoria. Isto é realmente um diferencial quando se comparam com outras opções do ramo.

Ainda no campo das instalações elétricas é possível que um eletricista se veja envolvido na instalação de vários equipamentos elétricos. Por exemplo os interfones, portões automáticos, sistemas de vigilância e semelhantes. 

2 – Reparos e manutenção em geral

Aqui está a segunda categoria onde a maioria dos eletricistas são encaixados pelo público em geral. Quando chamamos um eletricistas para nossas casas provavelmente é por conta da sua habilidade de reparar algo que quebrou,

E realmente, reparos na área da elétrica devem ser preferencialmente feitos por quem entende do que está fazendo.

Qual é a função de um eletricista? Consertar seus problemas elétricos em casa sem sofrer um acidente trágico.

Acredite você ou não, mas algumas situações de acidentes com eletricidade podem facilmente sair do controle. Sendo assim, o melhor a ser feito é realmente não fazer algo que você não tem conhecimento.

Por isso, sempre é importante chamar um profissional da área.

As manutenções aplicadas no sistema elétrico de uma casa são bastante variadas. Primeiramente você irá encontrar uma gama de manutenções totalmente voltadas para fazer com que algo volte a funcionar. Neste caso podemos também chamar esta operação de um reparo. Pois não funcionava mais e voltou ao pleno uso.

As manutenções preventivas, porém, são bem mais interessantes. Pois nela o eletricista detecta possíveis situações que gerem problemas futuros. E então faz a manutenção enquanto ela ainda é simples e barata.

Bem melhor trocar uma parte da fiação da sua cozinha do que perder o motor da sua geladeira, por exemplo.

3 – Conserto de aparelhos elétricos

O eletricista também pode atuar na manutenção de vários tipos de aparelhos elétricos. Isto porque a eletricidade costuma se comportar da mesma maneira sempre. Seguindo leis básicas e muitas vezes até simples.

Alguns aparelhos acabam sendo bastante simples em seu funcionamento, o que faz com que um conhecimento básico de eletricidade seja mais do que o suficiente para fazer algum reparo.

Já outros têm uma série de técnicas para se fazer o conserto. Neste caso as empresas que fazem o produto costumam compartilhar esquemas deste tipo de produto. E assim, as pessoas envolvidas conseguem fazer sua parte para agir como os reparadores.

eletricista-instalando-fiacao

Como me tornar um eletricista?

O melhor jeito de aprender a profissão e começar a atuar é através de um bom curso eletricista Fortaleza. É claro, uma pesquisa detalhada será requisitada para escolher um curso que tenha um bom conteúdo e qualidade.

Mas muitas vezes pode ser interessante apostar em um curso que também traga horizontes mais largos. Como por exemplo é o caso de um curso de eletricista instalador, residencial, predial ou industrial.

No mais é isso, espero que estas orientações tenham sido úteis para te guiar. Qualquer dúvida é só entrar em contato que teremos prazer de te ajudar.

Até a nossa próxima dica!

Curso de eletricista com alta e baixa tensão – Qual o melhor?

Curso de eletricista com alta e baixa tensão – Qual o melhor?

Você está realmente procurando um curso de eletricista para dar uma turbinada na sua carreira? Então chegou ao lugar certo! Isto porque hoje iremos abordar tudo sobre este assunto incrível. Aprenda o que você precisa procurar para encontrar o melhor curso de eletricista alta e 

Acidentes de trabalho com eletricistas – Quais são e como evitar?

Acidentes de trabalho com eletricistas – Quais são e como evitar?

Acidentes de trabalho infelizmente não são coisa antiga. Na verdade, conforme a tecnologia aumenta aparecem novos maquinários e novas técnicas de trabalho. Tudo isto inevitavelmente acabam aumentando as possibilidades de riscos do trabalhador comum. Infelizmente mesmo os novos materiais de proteção, sejam eles EPIs ou 

Como está o mercado de trabalho para eletricista?

Como está o mercado de trabalho para eletricista?

Como está o mercado de trabalho para eletricista? Escolher uma profissão está cada dia mais difícil. Definitivamente o mercado nem sempre está para peixe e acabamos enfrentando algumas situações adversas hora ou outra.

Já pensou em fazer um curso eletricista Jundiaí? Acredite você ou não, mas esta opção tem sido uma das melhores, pois é um dos ramos do mercado de trabalho que conta com o maior número de vagas possível!

Mas não há nenhum motivo para pânico, afinal de contas sempre podemos pesquisar sobre uma possibilidade ou outra e encontrar uma saída. E acredite, hoje você vai ter uma oportunidade única que realmente faz a diferença na maioria dos casos.

Gostaria de gastar um tempinho hoje indicando porque procurar uma vaga de eletricista é realmente uma saída para a situação atual. Vamos conferir?

Como está o mercado de trabalho para eletricista?

A resposta é simples: está bastante aquecido. Isto é fruto da extrema versatilidade da profissão, que hoje em dia entrega uma das melhores receitas para profissionais liberais do mercado.

Mas é importante notar que a maioria de nós terá alguns problemas com as escolhas. Afinal de contas isso se vale pelo motivo de que vão ser muitas.

Deixe-me explicar, existem basicamente dois caminhos principais que você pode trilhar em uma carreira de eletricista. Alguns são totalmente dedicados para se trabalhar vinculado a empresas no regime de CLT, já outros preferem empreender e trabalhar como autônomos.

Então é fácil dizer que você também pode mesclar as duas coisas e trabalhar como um autônomo sempre que tiver um tempo livre. Ainda que você esteja vinculado a uma empresa.

Outro fato relevante que você pode levar em consideração é que existem muitas possibilidades de fazer algo como eletricista. Como por exemplo:

  • Reparação de fiação e instalação danificada;
  • Implementar instalações elétricas;
  • Fazer manutenções que sejam preventivas;
  • Instalar aparelhos elétricos específico;
  • Dar manutenção em aparelhos elétricos.

Isto é só uma amostra de tudo o que um eletricista pode fazer em sua profissão. Então o ideal é que você dê uma chance para o trabalho em si.

curso de eletricista online
curso de eletricista online

Vantagens de ser autônomo x CLT

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como está o mercado de trabalho para eletricista, vamos olhar alguns outros detalhes relevantes.

Muitas pessoas ficam com medo de simplesmente tentarem a sorte como autônomo e não conseguirem trabalho. Mas claro, isto é uma questão de ter conexões e aprender como prospectar clientes.

Com um curso de eletricista online adequado você pode contar com vários macetes e ver tudo dar certo.

Este é um dos pilares para se escolher um curso ideal. Porém eu preciso admitir que pode demorar uns meses até que alguns consigam ter um bom salário.

Mas as principais vantagens de ser um autônomo são:

  • Escolher quando quer trabalhar;
  • Poder contar com um salário proporcional aos seus esforços;
  • Evitar a pressão de um patrão te cobrando resultados;
  • Possibilidade de crescer como em nenhuma empresa é possível.

Os principais desafios de ser um autônomo estão relacionados à disciplina. Isto acontece porque os pagamentos não são fixos, você pode receber o dobro do normal em um mês e um terço no outro.

Assim como pode ficar o dia inteiro em casa sem fazer nada, ninguém irá te cobrar.

Por fim vale a pena analisar a possibilidade de ser contratado de carteira assinada. As vantagens são:

  • Recebimento fixo com data;
  • Possibilidade de benefícios cruciais como planos de saúde;
  • Estabilidade de horários.

Esta opção é também um excelente ponto de partida para quem não quer arriscar. E realmente vale muito a pena para as pessoas que buscam resultados reais.

Como escolher um curso de eletricista online?

Se você entendeu como está o mercado de trabalho para eletricista é importante agora encarar seu primeiro desafio na área.

Um dos maiores desafios do início de carreira é encontrar a instrução adequada. Infelizmente muitos cursos da internet entregam péssimos conteúdos.

A vantagem de estudar online é ser mais barata, e também permitir que você possa estudar em qualquer hora ou qualquer lugar.

Mas tudo fica mais complicado quando nos deparamos com algo de qualidade inferior. Sendo assim minha recomendação é procurar um curso que tenha pelo menos todas as instruções de um eletricista comum.

Você pode voltar um pouco atrás e conferir quais são.

Por hoje é isso, espero ter te ajudado nesta caminhada. Quaisquer dúvidas estou à disposição.

Locais interessantes para se trabalhar

Uma região do país que normalmente é esquecida em questões profissionais é o nordeste. A cidade de Fortaleza, por exemplo, é um local onde é possível encontrar uma grande demanda de mão de obra realmente qualificada.

Então se você mora próximo a região, é interessante verificar as possibilidades que você consegue atingir.

Quer se tornar um eletricista atuante em Fortaleza? Confira este curso de eletricista completo aqui!

O que é preciso para ser um eletricista?

O que é preciso para ser um eletricista?

O que é necessário para se tornar um eletricista? O processo de educação e certificação, entenda. Ser eletricista pode oferecer uma ocupação prática com bons salários e alto nível de segurança no emprego. Eletricistas qualificados profissionalmente podem assumir a maioria dos projetos elétricos e decidir