Border Collie – Tudo Sobre

A Origem da Raça Border Collie

A raça Border Collie foi desenvolvida pro pastoreio, na Grã-Bretanha, e as primeiras menções à espécie possuem registros de desde o século XIX. A espécie conseguiu pôr alguns fundamentos novos na forma como seria realizado o serviço de pastoreio. A maioria dos cachorros que tinha como função conduzir rebanhos fazia isso ladrando com o objetivo de expor seu poder aos animais. Logo em seguida, eles começavam a dar voltas ao redor do gado para deslocá-los até o local almejado. Contudo, com o pet Border Collie, foi realizável nortear um rebanho sem a necessidade de fazer sequer um barulho. O Hemp, antecessor direto do pet Border Collie, foi a primeira raça a conduzir um gado sem nunca latir.
Cachorro que deu-se início à espécie, o Hemp ajudou para que fosse estipulado um parâmetro para o Border Collie. Não havia um real interesse à fisionomia da espécie. Pras atividades do pastoreio, o que era preciso saber era a vocação e o hábito da espécie.
Primeiramente, eles foram conhecidos como “Sheepdogs”, em outras palavras, “cachorros pastores de ovelhas”. A designação contemporânea surgiu em 1915, quando as pessoas, admiradas pela beleza dos “Sheepdogs” requisitaram que a American Kennel Club (AKC) legitimasse a espécie, entretanto foi simplesmente no ano de 1995 que ele foi, de fato, admitido.

Particulariedades do Border Collie

Sua estrutura corpórea é bem alinhada, ainda que sua cabeça seja ligeiramente alongada. Por ora o seu focinho dispõe de uma dimensão mais reduzida do que os demais cachorros do mesmo gênero. Os olhos inclusive são muito marcantes, parecendo que estão a todo o momento bastante atentos a qualquer coisa que está decorrendo à sua volta, com um formato oval e, comumente, são da cor marrom.
As orelhas do pet Border Collie são outro ponto chamativo na cabeça da raça, visto que estão constantemente caídas para o lado, todavia como são pequenas contribuem para que ele pareça estar a todo o momento em estado de alerta. O cachorro Border Collie contém uma ótima ossatura e corpo bem proporcional e robusto. Fora de conseguirem utilizar a sua estatura a seu favor, ela também é capaz de praticar as demais tarefas com muita agilidade.
O pet Border Collie possui um olhar extraordinariamente marcante. É um olhar hipnotizante que o cachorro direciona para as ovelhas, motivando-as a conservar-se no local. Esse mesmo jeito de olhar costuma ser dirigido a outros animais e também outros cães que costumam se considerar incomodados e quase furiosos com esse costume.

Pelagem do Border Collie

A espécie possui duas variantes em sua pelagem: pelo semilongo ocasionando uma juba, culotes e uma cauda de raposa, e pelo reduzido. Nos dois casos, o pelo é denso e de textura mediana. A segunda camada de pelos é bem espessa e macia, ocasionando ao pet Border Collie ótima proteção ao mau tempo. Já, em sua face, a pelagem é estreita e macia. Esta espécie não possui particularidades muito especificadas em relação ao porte físico cobiçado, isto ocorre devido à sua formação focada ao trabalho.
No decorrer dos anos o pet Border Collie foi sendo aperfeiçoado com os demais cães que apresentavam particularidades e características similares em relação ao pelo, devido a isso este foi um detalhe que acabou ressaltado no produto final da raça moderna.
Em termos de cores há uma enorme diversidade e marcações prováveis pra espécie, normalmente em preto, castanho, vermelho e ainda uma tonalidade azulada sobre um fundo branco, que jamais deve ser predominante.
Em relação à higiene, banhos podem ser dados mensalmente, entretanto as escovações devem ser regulares para preservar a pelagem sempre na melhor fisionomia. Nos cães que tenham pelos compridos, a escovação deve ser executada todos os dias.

O gênio do Border Collie

O Border Collie é um cão trabalhador, confiável, cheio de vida e bastante sagaz. Adora o trabalho e está constantemente pronto para uma diversão. Eles são muito dóceis e obedientes, mas muito discretos relativo a estranhos. Eles inclusive não gostam de servir de guarda ou defender suas propriedades.
A contar do desmame, somos capazes de observar a lealdade e a obediência dos Border Collies, dado que eles desde novos gostam de servir a seus superiores. Em função disso, o treino de cachorros desta espécie deve iniciar antes do começo das demais, permitindo que a docilidade do cão ainda seja dominante durante a etapa de treinamento.
Você já tem outros animais e quer possuir um Border Collie? Pode ficar calmo, pois esta raça se adequa tranquilamente com qualquer pessoa ou os demais padrões de animais. Esta raça está entre as mais espertas do mundo, por sua lealdade e o seu olhar acaba fazendo com que os outros animais mantenham-se distantes.

Vantagens de ter um Border Collie

Esta é uma excelente aquisição, caso você esteja buscando companhia. Mesmo que possua um hábito de independência, se criado desde filhote com outras pessoas adultas e pets, ele acaba por se tornar totalmente dependente humanos. Ainda que conviva muito bem com espécies divergentes, ele ainda prefere manter-se um pouco mais isolado. Contudo, se você possuir mais cães da mesma espécie, aí sim, eles irão amar ficar mais próximos uns dos outros.

O cão Border Collie é um animal absolutamente leal e devotado aos seus proprietários evidenciando claramente a sua felicidade em efetuar trabalhos e específicos comandos no momento em que ordenados por seu dono. Concentrado, o cão desta raça tem o hábito de se doar totalmente a aquilo que lhe é solicitado, sendo também, muito suspeitoso com relação a estranhos e muito defensor e enciumado com as pessoas com quem é acostumado.
Uma capacidade dessa raça está inteiramente relacionada a sua aptidão anatômica. Como apresenta um corpo atlético, ele possui grande agilidade para disputa de corridas ou qualquer outra atividade que precise expor agilidade. O cão ainda possui a habilidade de trabalho em grupo muito funcional no seu temperamento cotidiano. Quando submetido a certos modelos de treinamentos, consegue operar com diversos cachorros no mesmo grupo. A espécie acaba sendo uma das prediletas para entrar em torneios onde a habilidade é o central requisito.

Problemas comuns do Border Collie

Mesmo que seja muito frequente nos Borders machos alguns problemas de Osteocondrite Dissecante, essa espécie, no geral, é bastante saudável e não possui distúrbios de ancestralidade. Ao longo da sua vivência, o cachorro Border Collie pode exibir alguns problemas na região dos olhos e em seus quadris, por causa disso, mesmo que não denote nada, conduza o seu cão a um médico-veterinário para exames de rotina.
Um é a Atrofia Progressiva da Retina, também chamada de PRA central, um enfraquecimento da retina em virtude do depósito de melanina, o qual é capaz de aparecer a começar dos 3 anos. Esta enfermidade, afetou 12% dos cachorros da Inglaterra no período de 1980, alcança hoje unicamente cerca de 1% do criadouro na Inglaterra.
Outro problema que é capaz de afetar os cachorros Borders é a CEA (Anomalia do Olho do Collie), um descolamento da retina e que surge muito prematuramente. Ela produz bastante sangramento e pode levar até à perda de visão, e 2% dos cães já foram registrados com essa enfermidade. Ocorrências de Displasia Coxo-Femural (irregularidade no encaixe do fêmur e da bacia) ainda já foram revelados, contudo são muito mais extraordinários.
Apresentando uma expectativa de vida girando por volta dos 14 anos, o pet Border Collie possui uma tolerância bastante alta à dor e que é capaz de acabar fazendo com que algumas doenças sejam escondidas solicitando a cautela dos proprietários para qualquer tipo de acidente.

Como cuidar de um Border Collie

Você deve estimular seu cachorro a realizar determinados atividades físicas diariamente, ao menos por 60 minutos, fazendo com que seu cão esteja mais saudável. Eles precisam de atenção com muita constância, caso contrário eles são capazes de se aborrecer à toa e iniciar a apodrecer os seus pertences no lar. O cão da raça Border Collie que fica bastante tempo amarrado, pode ficar muito agitado e tornar-se destruidor.
Portanto, morar em uma residência ou apartamento grande e que possua acesso a áreas abertas já é meio caminho andado para manter um pet Border Collie saudável, já que seu nível de energia é muito alto e ele precisa de lugares onde possa correr e brincar.
Se você tem necessidade de um cachorro para te auxiliar com o trabalho, o Border Collie é a mais acertada opção. Ele ama ficar com os membros da casa.

Filhotes de Border Collie

Se você tiver bastante determinado, você terá bastante sucesso em domesticar o seu cachorro Border Collie. Não importa o tempo, contanto que você esteja determinado, você poderá adestrá-lo com bastante tranquilidade e simplicidade.
O instinto, de pastoreio do Border Collie é ainda em tal intensidade que mesmo os pequeninos filhotes já principiam a tomar a pose característica da espécie no momento em que trabalha. Vários cientistas consideram que a pose característica do pet Border Collie faz com que as ovelhas se vejam acuadas e intimidadas.

Curiosidades sobre o Border Collie

– A virtude do Border Collie é a capacidade de coordenar e impor sua superioridade sobre as ovelhas sem promover latidos agressivos ou atos hostis tal como morder. Mesmo sem aterrorizar ou atemorizar, o pet Border Collie é capaz de administrar todo o rebanho sem qualquer dificuldade. A grande distinção dessa raça entre as outras especializadas em pastoreio é o caso do pet Border Colliepet Border Collie não latir, por conta disso ele se ressaltou sobre as demais espécies.
– De acordo com a obra “A Inteligência dos Cães”, de Stanley Coren, o Border Collie está no topo da lista das raças caninas mais inteligentes. Ele é capaz de administrar o rebanho única e somente pelo olhar, tal como se ele seduzisse o rebanho.
– Embora a linhagem correta e o conceito do título Border Collie até hoje sejam não conhecidos, alguns falam que Collie pode ser uma derivação de uma palavra anglo-saxônica que quer dizer preto. Os demais exprimem que esse nome origina-se da expressão “Welsh Coelius”, que significa “leais”, os demais já insinuam que é vindo da palavra “Colley”, ou seja, uma variedade de ovelhas da Escócia. Estes cachorros eram muitos usados em fronteiras, daí a origem de seu nome “Border”: Mais exclusivamente nas fronteiras da Escócia e do País de Gales com a Inglaterra.