Fatos loucos sobre como ser atingido por raios

Fatos loucos sobre como ser atingido por raios (e como evitá-los)

Bem-vindo ao mundo selvagem de ataques de relâmpagos.

O ano foi 1969, quando Steve Marshburn foi atingido por um raio. Ele não estava num campo de golfe ou pescando, ele estava trabalhando dentro de um banco. O raio encontrou um caminho através de um alto-falante subterrâneo e abriu caminho para o banco onde ele sentou.

Ele ainda tem enxaquecas. O relâmpago lhe atingiu as costas e subiu pela coluna vertebral, foi para o lado esquerdo do cérebro dele, queimou, desceu, saindo pela mão direita que estava segurando um carimbo de metal.

Isso mostra que um raio é uma besta rebelde, difícil de prever e cheio de surpresas.  Considere o seguinte:


1. Raios atingem os Estados Unidos cerca de 25 milhões de vezes ao ano. Embora a maioria dos relâmpagos ocorra no verão, as pessoas podem ser atingidas em qualquer época do ano.


2. A ideia de um raio atingindo uma pessoa diretamente parece tão aleatória, mas na verdade, a maioria das pessoas machucadas ou feridas não foi atingida diretamente. As pessoas podem ser vítimas de relâmpagos atingindo um objeto próximo quando a corrente salta, bem como através da condução da corrente pela terra.

3. Uma vez que os raios afetam uma área muito maior do que as outras, a corrente viaja sobre a superfície do solo – esse tipo provoca mais mortes e ferimentos. É especialmente ruim para gado.

4. Como evidenciado pela experiência de Marshburn, você não precisa estar afastado para ser prejudicado por raios nas proximidades.

5. As lesões cerebrais são a lesão mais comuns – ao invés de queimaduras – de ataques de relâmpagos.

6. Ser atingido por relâmpagos pode criar um desconforto permanente ao longo da vida porque eles causam danos que fazem com que os nervos falhem, o que o cérebro lê como dor.

7. Mesmo que existam relâmpagos até hoje, o número de atingidos é muito menor do que na década de 1940, quando 300 a 400 pessoas morreram anualmente. A maioria das casas tinha telefones com fio. Então, as pessoas os mantinham na cabeça, era uma conexão direta com fios lá fora. Além disso, havia mais agricultores sentados em tratores abertos adicionados aos números de atingidos.

8. Enquanto as pessoas pensam que os jogadores de golfe estão em maior risco, entre 2006 e 2014, as pessoas que pescavam representaram mais de três vezes o número de mortos atingidos por raios que os jogadores de golfe. Enquanto o acampamento e o barco eram responsáveis por quase duas vezes mais mortes que o golfe.

9. Durante o mesmo período, a maioria das vítimas era do sexo masculino entre 10 a 60 anos. Quase dois terços deles estavam envolvidos em atividades de lazer ao ar livre antes de serem atingidos.

10. Para medir a distância do relâmpago, conte os segundos entre o flash e o trovão e divida-os por cinco. O número é de quantos quilômetros o relâmpago está de você.

11. Durante as tempestades, o raio pode atingir até 16 quilômetros de distância. Essa distância é quando você pode começar a ouvir trovões, e é por isso que os especialistas em segurança nos aconselham a entrar para dentro de locais cobertos assim que ouvimos um rumor distante. Muitas vítimas foram não foram para ambientes seguros no momento do ataque fatal ou estavam a poucos passos da segurança.

Além disso, siga estas dicas de segurança:


Quando você ouvir trovões, entre imediatamente para um abrigo seguro: um edifício com eletricidade ou um veículo fechado com cobertura de metal com janelas.

Mantenha abrigo seguro pelo menos 30 minutos depois de ouvir o último som de trovão.

Mantenha desligados os telefones com fio, computadores e outros equipamentos elétricos que o colocam em contato direto com a eletricidade.

Evite encanamentos, incluindo pias, banheiras e torneiras.

Fique longe das janelas e das portas e fora das varandas.

Não se deite em pisos de concreto e não se incline contra paredes de concreto.

Se você for pego lá fora, sem abrigo seguro em qualquer lugar nas proximidades, as seguintes ações podem reduzir seu risco:

Saia imediatamente de áreas elevadas, como colinas ou cumes de montanhas.
Nunca fique deitado no chão.

Nunca se abrigue sob uma árvore isolada.

Nunca use um penhasco ou saliência rochosa para abrigo.

Saia imediatamente de perto de lagoas, lagos e outros corpos de água.
Fique longe de objetos que conduzem eletricidade (cercas de arame farpado, linhas de energia, moinhos de vento, etc.).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *